Europa Viagens

A Toscana tem tanto para oferecer: Volterra e San Gimignano

Janeiro 2, 2016

A viagem pela Toscana continuou… Volterra e San Gimignano seguiam-se!

É comum ver cidades toscanas em cima de colinas e Volterra é um exemplo disso, fica a quase 500m acima do nível do mar. O que mais nos fascinou? O misto que há de períodos numa terra tão pequenina… Aqui temos uma porta etrusca, um teatro romano e um centro medieval.

(Provavelmente conhecem Volterra através da saga Twilight. No segundo livro de Stephanie Meyer, ‘Lua Nova’, Volterra é a casa dos Volturi e, por isso, aparece também no filme.)

volterra

O Anfiteatro romano foi logo a primeira paragem e um regalo para quem gosta de ter uma panorâmica das paisagens. Fascinante! É olharmos para ali e sentir a grandeza dos tempos… Sob uma parte do teatro, encontramos ainda restos das Termas, os famosos ‘banhos romanos’.
Fomos andando em direcção ao coração da cidade, toda ela medieval. Aqui temos a Piazza dei Priori com o Palazzo do mesmo nome, onde hoje funciona a ‘câmara municipal’. Na fachada vemos emblemas antigos e brasões das personalidades que governaram Volterra, em outros tempos. Na mesma praça esbarramo-nos com o Palazzo Pretorio. Como não poderia deixar de ser, a cidade tem também o seu Duomo. O interior encanta quem por lá passa.

doubletrouble_volterra (3)Interior do Duomo de Volterra

doubletrouble_volterra (4)

doubletrouble_volterra (1)

Não achem estranho se na praça, cá fora, estiver alguma feirinha gastronómica. Acabámos por petiscar ali mesmo e provámos o queijo típico de Volterra, o Formaggio delle Balze Volterrane. Toscana também oferece um leque variado de queijos de leite de ovelha.

doubletrouble_volterra (5)Em cada esquina há uma lojinha de artesanato, impossível vir de lá sem um souvenir

Explorem os cantos e recantos, provem a cecina – pequena torta parecida com uma pizza, só não deixem de apreciar a paisagem toscana dos vários e maravilhosos pontos de vista que Volterra oferece.

doubletrouble_volterra (6)

A Toscana tem tanto para nos oferecer… E Volterra é surpreendente!

No mesmo dia, combinamos também uma visita a San Gimignano.

Há quem diga que San Gimignano é a Manhattan italiana. Não há outra cidade que tenha construído e conservado tantas torres… Na Idade Média, as famílias ricas erigiram as torres de San Gimignano, que chegaram a ser 72. Quem por lá passa já só encontra 14, porque as outras foram abaixo durante batalhas. Diz-se que as torres eram sinónimo de ostentação: quem tinha torres mais altas, tinha mais status.

doubletrouble_sangimignano (13)

É fácil caminhar em San Gimignano. Está cercada por uma muralha e nas ruas apenas circulam pedestres.

Entrámos pela Porta San Giovanni e batemos de frente com ruas pitorescas. Não fossem os (muitos!) turistas e diríamos que estávamos em plena Idade Média. Há toda uma aura medieval em San Gimignano!

doubletrouble_sangimignano (2)Porta San Giovanni

É fácil irmos directos aos sítios mais populares. Encontrámos logo a Piazza della Cisterna, que é o coração da cidade, onde se sente a vida. Os flashes, os risos, os encantos. Também é conhecida como a “Praça do Poço”, porque no centro vemos um poço onde, hoje em dia, os turistas se sentam na escada ao redor e ficam ali a observar os passantes, ou simplesmente a comer um gelato. Há cadeados, há amor, há uma cidade bonita! É aqui que fica a Gelateria di Piazza, eleita por alguns como a melhor da região.

doubletrouble_sangimignano (8)Piazza della Cisterna sempre com muitos turistas

doubletrouble_sangimignano (10)

doubletrouble_sangimignano (17)O poço com os cadeados de amor

Continámos a caminhada e chegámos à Piazza del Duomo. É giro ver que, numa praça pequenina, encontramos quatro palácios e ainda o Duomo. Palazzo dei Salvucci e Palazzo Comunale ficam de cada lado da praça, de frente um para o outro. Palácios Chigi-Useppi e Palazzo Vecchio del Podestà são os que estão de frente para o Duomo, ao lado um do outro. Não tem que enganar!

De salientar que a torre do Palazzo Comunale pode ser visitada. Só os corajosos o farão: são 54m de altura, mas lá em cima tem uma vista não só da cidade, como da paisagem toscana.

doubletrouble_sangimignano (1)O Duomo de San Gimignano

doubletrouble_sangimignano (6)

doubletrouble_sangimignano (15)

Seguimos pela lateral do Duomo e encontrámos a Rocca di Montestaffoli, que era um forte para proteger a cidade dos ataques de Siena, quando Florença dominou San Gimignano e lutava contra Siena pelo domínio da região.

Como San Gimignano não foge à regra, fica no alto de uma colina e é fácil termos uma visão panorâmica através da Rocca di Montestaffoli. A visita é grátis.

doubletrouble_sangimignano (7)

Volterra e San Gimignano

A cidade oferece muitas lojas de artesanato, souvenirs, restaurantes, gelatarias… Numa manhã ou numa tarde a visita fica concluída. Daí que conseguimos conjugar com Volterra. No fim, partimos para Siena, a eterna rival de Florença.

Volterra e San Gimignano

Volterra e San GimignanoO Pinocchio está por todas as lojas de souvenirs da Toscana, porque o escritor nasceu em Florença

Volterra e San Gimignano

Volterra e San GimignanoCan we live here?

(Esta viagem foi feita em Setembro de 2014)

Ainda sobre a Toscana, já aqui falámos sobre a magnífica Florença.
Nos próximos posts iremos partilhar convosco a visita a Siena. Não percam!

Também poderá gostar

2 Comentários

  • Reply Gallo Maio 10, 2017 at 1:08 am

    Olá. Primeiramente parabéns pelo blog.
    Eu e minha esposa iremos para Florença agora no final de Maio e iremos alugar um carro para passear por algumas cidades da Toscana.
    Pela sua experiência, saindo de Florença bem cedo, é possível visitar Volterra e San Giminiano?
    Daria pra visitar mais alguma cidade além das duas no mesmo dia?
    Obrigado desde já.
    []s

    • Reply Double Trouble Maio 10, 2017 at 1:18 pm

      Olá!

      Muito obrigada pelo simpático comentário! 🙂
      A Toscana é, de facto, uma zona lindíssima e merece ser visitada sim. De Florença a San Gimigniano é cerca de 1h de viagem e de San Gimigniano a Volterra são cerca de 45min. Como ambas as terras são bonitas e eu recomendaria 1 dia para as conhecer. Não juntaria mais nenhuma, mas isso é porque gosto de aproveitar a cidade, sentir a dinâmica dos locais… 🙂 Depende muito do tipo de viagem e do ritmo que têm.

      Não percam Siena! É obrigatório. 🙂

      Qualquer dúvida ou sugestão digam. 🙂

      Beijinho

    Deixe um comentário